Retomar a Carreira pós Maternidade: uma escolha possível!

O protagonismo da mulher em relação a sua trajetória profissional, pausa temporária para focar na maternidade e retomada de sua carreira quando desejar.

Hoje a nossa conquista compartilhada é sobre a retomada da carreira pós maternidade. A Roberta Cunha dividiu conosco a sua experiência:

“Construí uma trajetória profissional sólida até a chegada da minha filha, quando tomei a decisão de me dedicar exclusivamente a ela e depois aos negócios da família. Ao ter o desejo de retomar a carreira corporativa, me vi diante da situação de não saber por onde começar.

Foi quando iniciei a minha experiência com a We4You. Com o suporte da Simone Tanese passei por uma das melhores fases de autodescoberta e valorização dos meus talentos, como profissional, mulher e mãe. Compreendi que tenho muito a agregar e impulsionar resultados de valor para o mercado.

Retomei a minha carreira em grande estilo com 46 anos de idade. Confesso que no início não foi nada fácil, mas eu estava tão segura das minhas competências que eu enxergava os desafios com muita garra e determinação. Após 7 meses de contratação, estou muito feliz e satisfeita.

Sou super grata à consultoria da Simone e sei que não há limites que eu não possa superar. Valeu e sempre valerá cada minuto de aprendizado com ela.”

Gostaria de ler a minha visão sobre esta experiência? Segue abaixo:


 

A caminhada na vida de uma mulher é repleta de trilhas, atalhos e bifurcações. Exercemos muitos papéis ao longo desta jornada: filha, irmã, amiga, profissional, esposa, mãe, entre tantos outros. A necessidade de escolhas transformadoras se faz presente, sejam elas previamente pensadas ou vindas de surpresa. O fato é que para a profissional mulher, um dos marcos em sua trajetória é a maternidade, que lhe impõe um grande desafio diante do mundo corporativo.

Fazer uma pausa, viver na pele as alegrias e as dores de ter um bebê em seus braços é desafiador e, teoricamente, já está previsto nos planos da mulher. Mas quando chega a hora de retomar a carreira profissional, seja logo após a licença maternidade, ou após a decisão de ficar os primeiros anos focada no desenvolvimento da criança, ou até mesmo depois de passar um longo período longe do mercado de trabalho, é viável esta retomada?

Como Consultora de Carreira eu afirmo: sim, é possível ter essa conquista. Tive o privilégio de acompanhar a Roberta Cunha em seu processo de transição de carreira, uma mulher incrível, cheia de vida, alta energia e uma filha linda! Roberta sempre foi independente, atuou em diferentes empresas e escolheu ser mãe em tempo integral.

Ela se permitiu interromper a carreira e encarou isso como um projeto pessoal/familiar. Passados 5 anos, o desejo de voltar para o mundo corporativo, emergiu novamente e Roberta decidiu que era hora de retomar o papel profissional que por anos lhe trouxe tanta realização. E assim começamos partindo da sua definição, a assessoria em recolocação profissional.

Contudo, o fato de ter a decisão tomada não minimiza os obstáculos. Eu acompanhei seus dilemas, acolhi sem julgamento seus medos e a ajudei a ressignificar sua identidade profissional. Foi um lindo trabalho, uma grande conquista, quase como lapidar uma pedra e torná-la uma escultura. Roberta precisava ser encorajada a acreditar novamente em suas capacidades, enxergar suas habilidades e resgatar sua autonomia.

E assim caminhamos até o dia da sua recolocação! Roberta conquistou uma oportunidade de carreira que parecia ter sido desenhada para ela. Ambiente e desafios que se valeram das suas melhores competências, deu ‘match’, tudo isso atrelado à uma nova rotina bem organizada em relação às demandas pessoais e de sua filha.

Claro que é desafiador gerenciar todos os papéis com os quais a vida nos presenteia ao longo da caminhada, em especial para as mulheres, que em pleno ano de 2020, ainda precisam ‘dar conta de tudo’: casa, família, filhos, trabalho e de si mesma.

Contudo, a vida é feita de harmonia, do equilíbrio entre todos esses papéis, mas para que isso seja possível, o primeiro passo é acreditar que como mulheres somos hábeis o suficiente. E ser hábil não significa ser perfeita ou dizer ‘sim’ para tudo que nos é colocado como tarefa.

O mais interessante é pensar o quanto as habilidades desenvolvidas ou aprimoradas com a maternidade são congruentes com as demandas das corporações: amorosidade, administração do tempo, planejamento, multitarefa, tomada de decisão, comunicação, flexibilidade, resiliência, entre outras.

Olhando para o cenário atual, com as mudanças que nos têm sidos impostas, acredito que cada vez mais teremos culturas empresariais que acolhem essas mães e as empoderam com a crença de que são sim capazes de viver suas escolhas de vida e carreira de maneira integrada, sem culpa.

É nosso papel como Consultor de Carreira encorajar qualquer que seja o projeto profissional de uma mãe, porque sua sensibilidade, versatilidade e altruísmo só agregam valor para os ambientes organizacionais.

Simone Tanese Simone Tanese Consultora de Carreira Sr.