Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.

Fechar

Visão dos Profissionais de RH de 2020 e 2021

Gestão com Propósito: os profissionais de RH se reinventaram e conquistaram mais espaço, tornando-se peças fundamentais nas tomadas de decisões das empresas.

Os desafios do ano de 2020 foram muitos, assim como o aprendizado, e perdurará para 2021.

Recentemente, a We4You teve a oportunidade de conversar com 3 renomadas profissionais de RH: Marcela Berretta, People & Culture Manager da Pronutrition; Mileny Lara, RH Manager da Eaton; e Renata Cabral, Talent Acquisition Lead e HR Business Partner da Kerry.

Durante o nosso descontraído bate-papo online, percorremos sobre como foi 2020 nos segmentos de mercado em que elas atuam, como o departamento de RH se posicionou diante de tantas adversidades e qual a visão que elas possuem para 2021.

Com toda certeza, os profissionais de RH se reinventaram e conquistaram mais espaço ainda, tornando-se peças fundamentais nas tomadas de decisões das empresas. E, acima de tudo, é visível que fazer uma gestão com propósito faz do RH uma área estratégica e diferenciada.

O mercado demonstra sinais de aquecimento e as contratações estão voltando com força.

Convido você a ler essa matéria logo abaixo e depois compartilhar conosco como foi o seu ano de 2020 e qual a sua visão para 2021.

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Este ano de 2020 foi extremamente intenso e, segundo Renata Cabral, todos puderam entender o significado e vivenciar na pele o termo “Mundo Vuca” (Volatility, Uncertainty, Complexity and Ambiguity). Por um lado, houve inúmeras dificuldades a serem ultrapassadas. Por outro lado, surgiram grandes oportunidades e o aprendizado superou quaisquer expectativas imaginadas anteriormente.

O prefixo “re“ foi utilizado inúmeras vezes: repensar, reinventar, reaprender, reavaliar, reiniciar, reestruturar... As decisões e aprovações tomaram um “empurrão” e se tornaram rápidas como nunca visto antes. Não houve a possibilidade do não agir, foi preciso adequar-se à realidade imposta para proteger a saúde e segurança de todos.

“Mesmo diante de um cenário adverso e atípico, com uma crise pandêmica que alterou a dinâmica de todos os setores econômicos, a Eaton desde o início manteve-se firme nos seus objetivos e aproveitou oportunidades nos segmentos que se destacaram durante o momento, como o agronegócio e o mercado de reposição. Além disso, fomos capazes de lidar com as quedas de volume por meio das medidas governamentais, garantindo a manutenção dos empregos.”, comentou Mileny Lara.

Marcela Berretta dividiu conosco que o segmento de alimentos e bebidas funcionais não teve queda brusca neste ano, pelo contrário. Estudos de tendências e percepção indicam que as pessoas estão cada vez mais conscientes de que uma alimentação saudável é importante para ampliar a qualidade de vida e a saúde física e mental. “A Pronutrition tem em seu DNA, enquanto negócios, oferecer ao mercado um portfólio de produtos que una funcionalidade e sabor, levando saúde aos consumidores. Neste ano crescemos nosso quadro de colaboradores de forma sustentável e fortalecemos o nosso modelo de negócios B2B como um hub de inovação e parceiro estratégico para o desenvolvimento e lançamento de produtos por outras empresas”, nos contou.

O impacto do canal de food service (toda alimentação que se faz fora de casa, ex.: restaurantes, cafés, lojas de conveniência) mexeu com um setor até então considerado inabalável. Renata comenta que, em contrapartida, os negócios B2B (soluções desenvolvidas para a indústria de alimentos e bebidas) tiveram um impacto positivo e ótimos retornos. “A pandemia fez com que as pessoas tomassem gosto por cozinhar em casa, tornando-se uma alternativa de lazer e uma forma de desestressar. Até eu mesma, que era mais da turma do comer, me arrisquei em algumas receitas da minha avó”, complementou.

De fato, a gastronomia passou a ser uma descoberta para muitos que se aventuraram em novas receitas, novos sabores, ingredientes, formulações naturais e formas de preparo. A comida passou a ser vista como um “acolhimento emocional” que proporciona uma sensação de plenitude e prazer. A neurociência explica como alguns alimentos influenciam na qualidade de vida das pessoas.

Dependendo da estrutura e cultura organizacional, cada empresa determina qual é o papel e a extensão das responsabilidades do departamento de Recursos Humanos. Este ano foi perceptível a mudança de mindset das empresas e como elas abriram espaço ao protagonismo dos profissionais de RH, que deixaram de ser reativos e passaram, efetivamente, a serem chamados para se envolverem nas tomadas de decisões. Outras organizações que já possuíam esta cultura se beneficiaram ainda mais com o profissional de RH alinhado com outros gestores multidisciplinares para avaliar, aprovar e agilizar as ações necessárias para a melhoria contínua dos negócios.


Entre tantas necessidades e prioridades que os profissionais de RH encararam no decorrer do ano, podemos destacar algumas delas:

  • - Tornar-se cada vez mais rápido e digital, adquirindo conhecimento contínuo;
  • - Compreensão dos riscos e agilidade na implementação de medidas de controle e distanciamento social;
  • - Desenvolvimento de competências como empatia, ownership, criatividade e raciocínio lógico;
  • - Rápida adaptação do Policies & Procedures para suprir as determinações inerentes da pandemia;
  • - Avaliação e aprovação de um novo pacote de jornada flexível;
  • - Gestão da saúde física e mental das lideranças e colaboradores;
  • - Manutenção do engajamento entre gestores e equipes;
  • - Alinhamento dos objetivos estratégicos da empresa com os objetivos dos departamentos e individuais;
  • - Ampliação da colaboração entre os diversos setores da empresa;
  • - Utilização de uma comunicação rápida, transparente e assertiva com o uso de ferramentas digitais;
  • - Implantação de recursos tecnológicos, visando obter melhores resultados;
  • - Aplicação de processo de recrutamento & seleção totalmente online.
  • - Criação de treinamentos de capacitação, tanto técnicos como comportamentais; e
  • - Eliminação de desperdícios e redução de custos para alavancar os resultados financeiros.

Dentro da redução de custos, dois pontos merecem destaque: a diminuição de viagens corporativas e da participação em eventos presenciais, ambas as ações foram substituídas, em grande parte, pelas reuniões virtuais. Sem dúvida existem momentos em que a presença física é imprescindível, nesses casos é feito uma avaliação rigorosa para posterior aprovação. Essa mudança, além de economia, gera benefícios para o meio ambiente, pois reduz as pegadas de carbono.

Uma ação muito interessante desenvolvida pela Eaton foram os treinamentos de coaching, com várias rodadas durante o ano. “O intuito foi dar suporte às lideranças para que a conexão emocional na criação de vínculos continuasse acontecendo mesmo em momentos de crise e distanciamento, através de feedbacks e desenvolvimento de talentos.”, nos disse Mileny.

A Renata dividiu conosco que a Kerry está se reorganizando para a volta gradual das atividades no escritório corporativo. “Estamos pensando em todos os detalhes e a melhor forma de acolher os nossos colaboradores quando retornarem.”

“Para nós da Pronutrition, foi importante focar na aquisição de novos benefícios relacionados à saúde do colaborador. Incorporamos horários flexíveis para os que podiam fazer home office e desenvolvemos eventos corporativos para engajar e manter o time unido mesmo com as barreiras físicas.” Contou Marcela.

Outro fator de grande relevância para a Pronutrition é a cultura colaborativa e a melhoria contínua presente em seu planejamento estratégico e em todos os seus projetos. Marcela está cada vez mais se aprofundando nas metodologias digitais Agile, Design Thinking, PDCA, Ciclo de Gestão da Falconi e incentiva o protagonismo dos colaboradores. “Dessa forma, eu me aproximo cada vez mais da estratégia de negócios automaticamente. Pessoas foram e continuam sendo um dos pilares estratégicos para 2021” afirmou Marcela.

Uma das tendências muito comentadas entre os RHs é sobre como ficará a política de flexibilidade de trabalho para o ano que vem. Algumas empresas já haviam implementado uma vez por semana o home office e agora estão fazendo benchmark para avaliar a inclusão de mais dias na semana.

As três profissionais se declaram otimistas inveteradas, acreditam que o pior já passou e que o aprendizado foi imenso. Muitas competências novas foram desenvolvidas e serão utilizadas plenamente no ano que vem. Outra opinião em comum é a de que o distanciamento social humanizou mais as relações. Parece até contraditório, mas “entrar na casa” dos colegas de trabalho, dos clientes, fornecedores e, às vezes, conhecer seus entes queridos e pets, aproxima demais as pessoas.

“Falando de negócios, tenho também uma perspectiva positiva para 2021”, comentou Renata e continuou: “aprendemos a viver de uma nova forma e o próprio business procurou maneiras diferentes para performar e já estamos colhendo os frutos. As margens de lucro aos poucos estão voltando, o comércio está sendo reaberto e essa crise toda ajudou a destacar os profissionais que agem e fazem parte da solução. Eu projeto para 2021 um mercado mais seguro em termos de aspirações de carreira. Isso faz crescer os negócios, traz profissionais com novas experiências, movimenta internamente e coloca cada um performando na sua plenitude. Aqui na Kerry, valorizamos o profissional integralmente e queremos que todos evoluam.” 

Na perspectiva da Mileny: “O mercado automotivo tem demonstrado tendência de recuperação em 2021 e, portanto, a Eaton vislumbra acompanhar essa evolução. Aceleramos e intensificamos a nossa experiência com trabalho remoto, comprovando que não há perdas em performance. Por isso, em 2021 estamos ainda mais preparados para experimentar o novo e ter um time mais unido e motivado por todos os desafios vencidos nesse ano.”

Uma visão muito concreta que a Marcela compartilhou conosco: “precisamos de pessoas que sonhem com a gente, que se sintam pertencentes à empresa. Tem tudo a ver com nosso modelo de negócio, com nossa cultura de FoodTech, de uma Startup. É incrível quando percebemos essa compatibilidade, esse “casamento” entre os valores das pessoas, o que elas acreditam, seus propósitos de carreira e de vida alinhados com o propósito e valores da nossa empresa. Quando existe essa sinergia forte, sim, o resultado e o crescimento é para todos, crescemos juntos de fato. Eu acredito muito no poder das conexões e participar de grupos colaborativos, de ecossistemas de negócios e de inovação, incorporar mais repertórios para a nossa área de RH nos fortalece cada vez mais.”

Olhando para trás fica até difícil de acreditar nas coisas que aconteceram neste ano e o melhor de tudo são as inúmeras conquistas que tivemos. Para a equipe da We4You não foi diferente, nos adaptamos as necessidades e exigências da situação como um todo. Passamos a atender exclusivamente os nossos clientes online, rimos, choramos e celebramos juntos muitas recolocações, algo que parecia impossível quando a pandemia se tornou a principal pauta nas agendas dos RH's.

Indiscutivelmente, 2020 ficará marcado para sempre na História. Diante de tantos desafios a humanidade pode ampliar a consciência, a colaboração mútua, a preocupação com o bem estar e saúde física e mental de TODOS. Vamos juntos construir um 2021 muito melhor!!!

Deixamos aqui uma pequena reflexão: ano de 2020

Margarete Rocha Margarete Rocha Diretora Associada